Madeira de demolição, paredes sem acabamento, pisos de cimento, referências ao passado e apetrechos feitos em casa mesmo, esses são alguns dos elementos que caracterizam o estilo de decoração industrial, uma das maiores tendências no mundo da decoração. 

Muito antes do cimento queimado e o aspecto “cool”, o estilo industrial revolucionou a maneira de pensar (e morar). Foi em Nova York, na década de 1950, que os galpões e fábricas deram espaço aos lofts. 

Pela praticidade e economia, esses espaços foram adaptados e viraram moradias. Ao longo do tempo, o que era uma forma simples e barata de morar, virou tendência mundial na arquitetura.

Mas é justamente esse estilo “bruto”, em contraste com uma decoração sofisticada, que dá um charme especial aos ambientes, além de deixá-los práticos e com um aspecto bastante moderno. 

Ficou curioso para saber mais sobre o estilo de decoração industrial? Continue com a gente e conheça as principais tendências do mundo da decoração moderna e como usar flores artificiais para personalizar o seu ambiente.

Origem do Estilo Industrial

Criado entre as décadas de 1950 e 1970, na cidade de Nova York (EUA), o Estilo Industrial se tornou popular quando antigos galpões e prédios comerciais passaram a servir como moradias, os conhecidos lofts residenciais, já que eram baratos e acomodavam uma grande quantidade de pessoas.  

Atualmente, a aparência “crua” e a sobriedade do industrial também podem acompanhar e combinar perfeitamente com os estilos vintage e o rústico, combinação que varia conforme o gosto pessoal do morador.  

A presença de encanamentos, vigas e tubulações aparentes é uma das maiores características que esse estilo de decoração possui, e isso traz essa pegada rústica e vintage que integra diferentes ambientes no mesmo espaço.

Características da Decoração Industrial

Além das características citadas acima, também podemos identificar uma decoração no estilo industrial ao notar os seguintes elementos:  

  • Ambientes integrados e amplos; 
  • Janelas amplas; 
  • Superfícies sem acabamento;
  • Móveis metálicos e/ou de madeira de demolição; 
  • Tons terrosos e cores neutras; 
  • Móveis antigos reformados; 
  • Arte urbana (grafite). 

Como fazer a sua Decoração Industrial

Primeiro pense no que você realmente busca para esse projeto e qual a expressão pessoal do seu estilo. Para você, qual seria o melhor aproveitamento de um espaço pequeno? Gostaria de ter a liberdade de mudar o ambiente sempre que quiser?

Isso será o guia das decisões que você irá tomar ao longo do caminho. Um projeto que visa o conforto não pode ter muitos móveis pequenos ou estofados rígidos, assim como um projeto que busca trazer uma área maior de respiro não pode pecar na falta de iluminação e excesso de divisórias.

União dos ambientes

Para unir os ambientes em um espaço grande, pense em cada ambiente como uma ilha. A divisória será feita pelo foco principal daquele ambiente, não por paredes, mas por um sofá na sala e umabmesa com cadeiras na cozinha, sendo que os dois ambientes dividem o mesmo espaço.

Claro, você não precisa evitar a todo o custo dividir os ambientes com paredes ou vidros, mas reduzir ao essencial. Usar uma bancada para a cozinha, por exemplo, é uma forma de evitar ter uma parede inteira dividindo os ambientes.

A magia do metal

O estanho com o ferro, aço e alumínio criam uma honestidade no ambiente de que aquilo realmente faz parte da decoração. 

Qualquer coisa forjada ou soldada atende ao estilo: escadas, bancadas ou grades. Mas considere sempre os metais mais frios (exceto ouro ou latão) que tenham um acabamento fosco, porque o industrial não pede muito brilho.

Evite a tentação de esconder os fios e canos. Os encanamentos, vigas, cabos e conduítes de energia costumam ficar à mostra nos ambientes que seguem a proposta industrial. As instalações não estão embutidas nas paredes, mas sim, totalmente visíveis para criar uma atmosfera bastante urbana e rústica, como a das fábricas.

O piso também faz parte da decoração

O “boom” do estilo industrial é o principal motivo pelo qual os pisos de cimento queimado e concreto ficaram populares. Por isso, se você não é muito fã de azulejos terá um grande aliado na decoração, e se não gostar muito da ideia de ter um chão completamente cinza, poderá contar também com a madeira mais envelhecida. 

Brincar com a troca de materiais no chão ajuda também a identificar o ambiente, como sair da sala com tacos de madeira e ir para a cozinha com azulejos branco e preto.

Dica para economizar: o cimento queimado é econômico e fácil de aplicar, mesmo que mais sofisticado, às vezes, o trabalho com azulejos e tijolos pode sair caro no orçamento.

Aposte na luz

Capriche nesta parte. Luminárias de metal, lâmpadas com fios aparentes, lâmpadas pendentes, em tons de preto, coloridas, com lâmpadas quentes, tem de tudo. 

O que você precisa garantir é que o equilíbrio entre o acesso de iluminação e o escuro total aconteça. Como nos galpões antigos da década de 60–70, ter janelas grandes casam com o estilo industrial, então a iluminação natural é outra grande aliada.

A iluminação artificial pode ajudar se você tiver dificuldade em criar ilhas nos ambientes, porque criam foco exatamente onde o ambiente tem destaque (como no meio da sala ou em cima da mesa da cozinha). Um luminoso em neon também é uma boa ideia, né?

Dê um toque de vida no cinza da decoração

Nada melhor para compor, dar um pouco de vida e charme ao ambiente do que plantas artificiais.

Mesmo sendo voltada para construções em ferro com tijolos e fios aparentes, a decoração industrial se dá muito bem com as plantas, elas dão mais vida e se tornam parte do estilo ao compor ambientes extremamente harmônicos e aconchegantes.

A dica aqui é não tentar incluir algo que pareça forçado para o estilo, como flores artificiais muito coloridas, foque em algo que se misture ao ambiente.

Jardim de inverno na decoração industrial

O jardim de inverno é um espaço interno para suas flores e folhagens (artificiais ou não) que permite a criação de um ambiente mais agradável no interior da casa, aproveitando ao máximo a decoração da parte interna

Muitas pessoas já pensam em um espaço para o jardim de inverno no projeto da arquitetura, mas, quando o espaço é escasso, a dica é otimizar alguns cantinhos para não ficar sem o jardim! 

Vale aproveitar o espaço embaixo da escada ou algum canto da sacada, o importante é garantir um ambiente natural na sua casa.

Jardim vertical na decoração industrial

Um jardim vertical de plantas artificiais é um adereço incrível para sua decoração industrial e com o benefício de ter uma manutenção bem mais simples, e super na moda!

Esse estilo vem se tornando tendência por ser super versátil, além de ser uma ideia particularmente elegante se você estiver procurando ideias para decorar aquela parede vazia.

Chegou a sua vez de (re)decorar o seu ambiente!

💐 No mercado, lojas como a Brasfama Flores contam com itens que transformarão seu ambiente, com a qualidade necessária dos materiais para criar cenários naturalmente deslumbrantes em qualquer cantinho da sua casa.

💐 Quer ficar por dentro de tudo sobre como montar sua decoração, tanto para o jardim quanto para dentro de casa, de forma que fiquem com aspecto natural e com a sua personalidade? Visite o nosso canal do YouTube e assista a diversas aulas online gratuitas!

Deixe um comentário

Iniciar conversa
1
Atendimento online!
Olá, podemos ajudar? Lembre-se, na Brasfama, você escolhe os produtos e nossa equipe faz a montagem gratuita do arranjo para você. Aproveite!